Notícias

Comissão especial aprova requerimentos de audiência pública para debater projeto

1 Mins read

A Comissão Especial do Estatuto do Desarmamento aprovou na última sexta-feira, 24, seis requerimentos de audiência pública enviados por deputados, para debater o Projeto de Lei nº 3722, de 2012, que disciplina as normas sobre aquisição, posse, porte e circulação de armas de fogo e munições, estabelecendo penalidades e dando providências correlatas.

O primeiro pedido aprovado foi o do deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB/SP), que requereu audiência pública com a participação do Sindifisco Nacional e da Secretaria da Receita Federal do Brasil.

O deputado Subtenente Gonzaga (PDT/MG) também teve as solicitações atendidas. O parlamentar solicitou a audiência pública para discutir a PL 3722/2012, que revoga a Lei 10.826/2003 – Estatuto do Desarmamento. Em requerimento posterior, incluiu a participação da sociedade civil.

O parlamentar Cabo Sabino (PR/CE) requereu a realização de audiência pública na cidade de Fortaleza e foi atendido.

Seguindo o exemplo do deputado Subtenente Gonzaga, o parlamentar Marcus Pestana (PSDB/MG) pleiteou dois requerimentos. No primeiro, solicitou a presença dos seguintes convidados em audiência: professor Claudio Chaves Beato Filho, titular do Departamento de Sociologia da UFMG; professor Luis Flávio Sapori, doutor em Sociologia pelo IUPERJ e representantes do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conass) e do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conasems). No segundo, o parlamentar requereu o envio de convite para participação em audiência sobre o tema a representantes do Exército, das Polícias Militares do Estado de Minas Gerais e do Estado de São Paulo, da Polícia Federal, do Ministério Público Federal e do Supremo Tribunal Federal.

No último dia 23, a comissão recebeu o requerimento da deputada Alice Portugal (PCdoB/BA), que reforçou o pedido de audiência pública dos demais parlamentares.

O PL 3722/2012 segue em tramitação na Câmara dos Deputados em caráter prioritário.

Fonte: Assessoria de Comunicação da ASSOJAF-GO | NOZZZ Comunicação

Matérias relacionadas
CoronavírusNotíciasSTJ

STJ autoriza citação por WhatsApp desde que comprovada identidade

Há mais de um ano convivendo com a pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) a rotina dos Oficiais e Oficialas de Justiça tem…
EventosNotíciasTJGO

Oficiais de Justiça são ouvidos pelo SINDOJUS-GO sobre projeto de reestruturação das comarcas

Você precisa iniciar uma sessão de usuário para visualizar esta página. Por favor, Faça login. Você ainda não possui uma conta de…
FESOJUSNotíciasVacinação

Vacinação prioritária: tudo o que você precisa saber!

Reprodução: FESOJUS-BR Veja aqui o vídeo da reunião citada no e-mail entre o interlocutor do Ministério da Saúde, Dr. Laurício Monteiro e os representantes da FESOJUS-BR, João Batista (presidente) e Luiz…
Inscreva-se no nosso informativo virtual

fique por dentro das novidades e receba nossa revista eletrônica mensal