Notícias

Decisão do STJ beneficia oficiais de justiça de Goiás nomeados antes de 1.999

1 Mins read

O Sindicato dos Oficiais de Justiça Avaliadores de Goiás (SINDOJUSGO), por meio do seu corpo jurídico informa aos oficiais de justiça que aconteceu na última segunda-feira (20/03), o transito julgado para reverter a decisão do Agravo em Recurso Especial do Estado de Goiás que reconhecia a prescrição do direito a Ação vulgo 475. O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Benedito Gonçalves decidiu e reconheceu que os oficiais de Justiça de Goiás, que foram nomeados antes de 1.999, tem direito a ajuda de custo 475, benefício que correspondia a 100% do salário do servidor na época. O processo retornará para o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO). Em 1998 o benefício foi suprimido pelo Governo de Goiás e prejudicou a categoria. O Sindojusgo/Aojusgo entrou na Justiça para garantir os direitos dos servidores. “A decisão do STJ confirma a decisão do Tribunal de Justiça de Goiás que também garantiu esse direito aos servidores. Foram anos de luta da equipe jurídica para que chegássemos a esse resultado positivo e justo. O objetivo é trabalhar para garantir e fazer valer os direitos dos servidores e associados”, explica o presidente do Sindojusgo, Moizés Bento. Com a decisão do STJ, a execução no Tribunal de Justiça de Goiás, em que beneficia mais de 270 Oficiais de Justiça, cujo processo se encontrava suspenso aguardando esta decisão, será retomado seu curso normal com o encaminhamento à Corte Especial para julgamento dosEmbargos a Execução. Neste processo, os Oficias de Justiça fazem jus ao recebimento dos valores da ajuda de custo desde 1.999 até o início da implementação dos pagamentos, devidamente acrescidos das cominações legais. “A causa foi intitulada 475 porque o benefício era uma ajuda de custo que correspondia a 100% do salário da época”, ressalta o advogado do Sindojusgo, Gleidson Araújo. Moizés ressalta a necessidade das filiações na data da propositura da ação de conhecimento conforme decisão do STF e que vários servidores faleceram ou se aposentaram aguardando o reconhecimento judicial e a satisfação de seus direitos com o devido, justo e necessário pagamento

Matérias relacionadas
CoronavírusNotíciasSTJ

STJ autoriza citação por WhatsApp desde que comprovada identidade

Há mais de um ano convivendo com a pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) a rotina dos Oficiais e Oficialas de Justiça tem…
EventosNotíciasTJGO

Oficiais de Justiça são ouvidos pelo SINDOJUS-GO sobre projeto de reestruturação das comarcas

Você precisa iniciar uma sessão de usuário para visualizar esta página. Por favor, Faça login. Você ainda não possui uma conta de…
FESOJUSNotíciasVacinação

Vacinação prioritária: tudo o que você precisa saber!

Reprodução: FESOJUS-BR Veja aqui o vídeo da reunião citada no e-mail entre o interlocutor do Ministério da Saúde, Dr. Laurício Monteiro e os representantes da FESOJUS-BR, João Batista (presidente) e Luiz…
Inscreva-se no nosso informativo virtual

fique por dentro das novidades e receba nossa revista eletrônica mensal