Notícias

Oficialas de justiça têm representante no Comitê de Incentivo à Participação Feminina no Poder Judiciário

1 Mins read

O SINDOJUS-GO tem a honra de comunicar que o Comitê de Incentivo à Participação Feminina no Poder Judiciário do Estado de Goiás terá como membro uma representante  das Oficialas de Justiça do TJ-GO: Carolina Rosa Santos, Oficiala de Justiça da comarca de Senador Canedo e Secretária Geral do SINDOJUS-GO. De acordo com solicitação realizada pelo SINDOJUS-GO, ao Exmo. Senhor Desembargador Walter Carlos Lemes – Presidente do Egrégio Tribunal De Justiça Do Estado De Goiás, em atendimento ao que determina a Resolução nº 255/2018 do CNJ, que “Institui a Política Nacional de Incentivo à Participação Institucional Feminina no Poder Judiciário”, a Presidente do Comitê, Desembargadora Sandra Regina Teodoro Reis, manifestou-se favorável à solicitação, também deferida pelo Presidente do TJGO, que resultou na lavratura do Decreto Judiciário n. 1.420/2020 que alterou o Decreto Judiciário nº 1.986/19, incluindo a oficiala neste importante projeto como representante das Oficialas de Justiça e também das servidoras públicas do interior

Carolina Rosa Santos é Oficiala de Justiça Avaliadora, Mestre em Direito e Políticas Públicas pela UFG, Secretária-Geral – Diretora do Núcleo de Assuntos Sociais e Coordenadora Regional do Sindicato dos Oficiais de Justiça Avaliadores do Estado de Goiás (SINDOJUS-GO), Coordenadora Adjunta Estadual em Goiás do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM).

A Oficiala de Justiça e Secretária-Geral do SINDOJUS-GO será responsável por nutrir o comitê com informações sobre o cotidiano de trabalho das Oficialas de Justiça, longa manus feminina, representatividade estaque, como tantas outras colegas de profissão, conhece o dia-a-dia do cumprimento de mandados. As mulheres que ocupam o cargo de Oficiala de Justiça do TJGO integram um grupo de “guerreiras” do Poder Judiciário, sendo assim a porção feminina da justiça que “estende sua mão na rua” e “os olhos do Poder Judiciário na rua”.

Para Carolina Rosa “essa política pública judiciária é necessária e importante para se alcançar a participação efetiva das mulheres dentro do Poder Judiciário, a fim de se proporcionar paridade de gênero na ocupação de espaços públicos, na formação de lideranças e na tomada de decisões”.

Matérias relacionadas
CoronavírusNotíciasSTJ

STJ autoriza citação por WhatsApp desde que comprovada identidade

Há mais de um ano convivendo com a pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) a rotina dos Oficiais e Oficialas de Justiça tem…
EventosNotíciasTJGO

Oficiais de Justiça são ouvidos pelo SINDOJUS-GO sobre projeto de reestruturação das comarcas

Você precisa iniciar uma sessão de usuário para visualizar esta página. Por favor, Faça login. Você ainda não possui uma conta de…
FESOJUSNotíciasVacinação

Vacinação prioritária: tudo o que você precisa saber!

Reprodução: FESOJUS-BR Veja aqui o vídeo da reunião citada no e-mail entre o interlocutor do Ministério da Saúde, Dr. Laurício Monteiro e os representantes da FESOJUS-BR, João Batista (presidente) e Luiz…
Inscreva-se no nosso informativo virtual

fique por dentro das novidades e receba nossa revista eletrônica mensal