Notícias

SINDOJUS-GO orienta sindicalizados sobre o provimento n. 26 e regime diferenciado de trabalho

2 Mins read

SINDOJUS-GO repassa orientações sobre o Provimento n. 26 e sobre o Regime Diferenciado de Trabalho a seus sindicalizados 

Os filiados do SINDOJUS-GO tiveram uma excelente experiência na troca de informações, juntamente com os dirigentes do Sindicato com explanação passo a passo sobre o Provimento n. 26 CGJ-TJGO. O Oficialato Goiano foi orientado sobre o tema ao longo das últimas semanas e, desta vez, não houve mais espaço para dúvidas.

Entre os dirigentes do SINDOJUS-GO estiveram conectados Moizés Bento dos Reis, Presidente; Eleandro Alves de Almeida, Vice-presidente e Diretor Jurídico; Carolina Rosa Santos; Secretária Geral e Diretora do Núcleo de Assuntos Sindicais; José Moizaniel Formiga Dias, Diretor Financeiro e Administrativo; Jannaína Patrícia Pereira, Diretora de Comunicação; Andréia Pereira de Souza, Conselheira Fiscal e Ética; Guilherme Conceição Bonfim, Conselheiro Fiscal e Ética.

Após o encontro, o Oficial de Justiça Giordano Moreno Pinheiro Martins, da Comarca de Goiânia/GO, apresentou sua colaboração por meio de um resumo do Provimento n. 26 CGJ-TJGO:

1)            O cumprimento de mandados será feito, sempre que possível, de forma não presencial. Caso haja a necessidade de cumprimento presencial, deve ser feito uso dos EPIS fornecidos pelo TJGO (art. 7º, caput e §1º);

2)            Fica dispensada nota de ciente, o que deve constar da certidão (art. 1º);

3)            Intimações e notificações podem ser feitas por meio eletrônico (ligações, chamadas de áudio ou vídeo, via aplicativos de mensagens como WhatsApp ou mesmo e-mail). Deve ser comprovado o recebimento e a ciência, por qualquer meio idôneo, bem como que a parte teve ciência da ordem, mediante certidão circunstanciada e sob a fé pública (art. 2º, caput e § 1º);

4)            Excepcionalmente, as citações cíveis poderão ser cumpridas por meio eletrônico em casos de medidas liminares e de antecipação de tutela, inclusive no juizado especial cível (art. 2º, § 2º);

5)            Mandados relativos à saúde, alvarás e mandados de réu preso serão feitos via malote digital ou e-mail (arts. 3º, 4º e 5º);

6)            As citações criminais, inclusive no juizado criminal, continuam sendo feitas pessoalmente. Deve o Oficial de Justiça questionar ao citando na realização do ato se possui advogado constituído ou se tem condições para tanto, informação que deve constar da certidão (art. 5º, §1º);

7)            Os prazos dos mandados serão contados em dobro, inclusive quanto aos mandados distribuídos antes da pandemia (art. 8º, caput e §2º);

8)            O recebimento e a devolução de mandados ordinários serão feitos semanalmente para cada oficial de justiça, limitados à quantidade de 50 (cinquenta) mandados por ordem cronológica de recebimento (art. 7º, §3º e §5º).

Portanto, todo sindicalizado deve estar sempre em conexão com o SINDOJUS-GO para manter-se munido de informações e orientações. Os dirigentes e equipe técnica estão sempre dispostos a auxiliarem no que for preciso.

Matérias relacionadas
Mapa CriminalNotícias

Informe sobre mandados cumpridos antes do Prov. 44/20

Você precisa iniciar uma sessão de usuário para visualizar esta página. Por favor, Faça login. Você ainda não possui uma conta de…
CoronavírusNotíciasVacinação

Oficiais de Justiça atuam em linha de frente do Poder Judiciário

Você precisa iniciar uma sessão de usuário para visualizar esta página. Por favor, Faça login. Você ainda não possui uma conta de…
CoronavírusNotíciasVacinação

Mesmo na pandemia a violência contra a mulher não para, nem o trabalho dos Oficiais(las) de Justiça

Você precisa iniciar uma sessão de usuário para visualizar esta página. Por favor, Faça login. Você ainda não possui uma conta de…
Inscreva-se no nosso informativo virtual

fique por dentro das novidades e receba nossa revista eletrônica mensal