Notícias

Relatos das reuniões no auditório do tribunal pleno com aproximadamente 90 colegas

2 Mins read

Neste primeiro momento houve exposição da situação a todos os presentes pelo presidente da Aojusgo AssociaçãoMauro Paranaguá e outros colegas. Em seguida, conforme fora informado, todos se dirigiram à Diretoria Geral onde o Diretor, em nome do presidente do TJGO, iria receber um grupo de oficiais, como de fato recebeu, entre as 11 e 13:20 horas. O mesmo ouviu os relatos feitos pelo presidente da Aojusgo, pelo Colega Mauro Paranaguá e acréscimos feitos por Eleandro Alves Almeida, Sônia Honorato, Guilherme C Bonfim, Barbosinha, Divino Lopes e outros dentro dos mesmos pontos colocados na reunião do dia 27 (na DDM) e já postados aqui neste grupo, tais como: > A indisponibilidade do valor nos mandados cíveis para conhecimento prévio do oficial; > A necessidade do pagamento imediato dos mandados já cumpridos sem tais valores disponibilizados e não pagos aos oficiais; > Uniformização do SPG entre todas as comarcas do Estado; > Corte da guia complementar; > Mandados redistribuídos ao mesmo oficial por ter feito uma diligência (conforme preparo) como OS; > Descumprimento do CPC, Provimentos, e outras normas sobre as questões; dentre outros assuntos levados àquela reunião.
Entre uma e outra exposição o Diretor Geral expunha seus entendimentos e providências que entendia passíveis de soluções, como seguem algumas: Disse o diretor sobre a ocultação da informação do valor depositado para as diligências e sobre a emissão de mandados como OS para diligências dos oficiais que “…isso não pode existir. Isso é um atentado ao bom censo… ” e, sobre outros pontos colocados e acima citados que “… isso é um problema político e que acaba conflitando as áreas judicial, correcional, administrativa e técnico-financeira do TJGO”… que “…o melhor filtro é o oficial de justiça…”. Acrescentou ainda que não vê problema nenhum em aparecer para o oficial o valor depositado para as diligências e que isso “é da sua esfera de competência”. Disse ainda que desde 2011 no estudo e elaboração do PCS quis instituir a GAE e que por orientação do CNJ em breve certamente terá de mudar a forma do ressarcimento; que só em Goiás e alguns poucos tribunais é feito da forma de ressarcir atual e que “é iminente uma ação do CNJ para evitar este tipo de ressarcimento e que precisamos achar uma solução para o futuro”; citou a forma e percentual recebidos pelos Oficiais de Justiça Federal; que o CNJ saiu daqui com uma impressão terrível da forma adotada pelo TJGO de ressarcir as despesas de locomoção; e ao final de suas falas disse que constituiu “comissão informal para estudar e levantar possibilidades de pagar os ressarcimentos”. Neste momento houve um pequeno tumulto quando foi questionado a não participação da Associação e de oficiais de justiça nesta comissão. Quando então foi dito que será ampliada e que “os oficiais de justiça-estatístico e/ou oficiais de justiça-matemáticos podem ser indicados para ajudar nos levantamentos e sugestões.
Participaram desta reunião cerca de 10 oficiais de justiça, o presidente da associação, o presidente e o vice do sindicato.
Um grande número de oficiais de justiça permaneceram no prédio do fórum onde as 15 horas seriam recebidos pela Corregedora Geral.
(mais…)

Matérias relacionadas
CNJNotíciasSISBAJUD

PERFIL DO OFICIAL DE JUSTIÇA NO SISBAJUD “Adequação do fato à norma”

O Ilustre Min. Luiz Fux, em sua posse como presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ressaltou que o Poder Judiciário tem…
CNJNotícias

Presidente do CNJ destaca a importância da tecnologia para a celeridade jurisdicional

O Conselho Nacional de Justiça realizou o lançamento do Programa Justiça 4.0, com evento transmitido pelo Youtube entre os dias 24 e…
ALEGONotícias

SINDOJUS-GO realiza visita institucional de cortesia ao Dep. Est. Karlos Cabral para tratarem de temas específicos do Oficialato Goiano

SINDOJUS-GO, por meio de seus dirigentes, realizou uma visita institucional de cortesia ao Deputado Estadual Karlos Cabral a fim de discutirem temas…
Inscreva-se no nosso informativo virtual

fique por dentro das novidades e receba nossa revista eletrônica mensal