Notícias

SINDOJUS-GO e TRE negociam parceria para cumprimento de mandados eleitorais

2 Mins read

Justiça Avaliadores de Goiás (Sindojusgo) e do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) estiveram reunidos na tarde de ontem (20.02) para viabilizar parceria que melhore a prestação jurisdicional e qualificação dos mandados da justiça eleitoral. O diretor geral do TRE, Rodrigo Leandro e a Secretária Judiciária do TRE, Flávia Dayrell participaram da reunião juntamente com o presidente, vice-presidente e diretor jurídico do Sindojusgo, Moizés Bento, Eleandro Almeida, José Moizaniel e a oficial de Justiça, Carla Barros. Atualmente os Tribunais Reginais Eleitorais não possuem quadro próprio de oficiais de justiça para cumprir mandados eleitorais. O juiz eleitoral é responsável por nomear um oficial Ad Hoc para realizar o trabalho na região em que é lotado. Para essa nomeação, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) orienta que seja um oficial de justiça de carreira. Esses profissionais já possuem qualificação e responsabilidade civil, penal e administrativa”, explica o diretor Jurídico, José Moizaniel. O Sindojusgo possui mais de 500 oficiais de justiça lotados nas 127 comarcas de Goiás e que atendem às exigências do TSE. “São profissionais concursados, detentores de fé pública, experientes e com conhecimento jurídico fatores que qualificam a prestação jurídica eleitoral em todo Estado”, ressalta o presidente do Sindojusgo, Moizés Bento. Para os representantes do TRE a proposta é muito interessante e a experiência dos oficiais de justiça traz segurança jurídica no cumprimento dos mandados. Parceria A intenção do Sindojusgo é firmar parceria que proporcione mais uma fonte de receita para os filiados, principalmente para os oficiais de justiça que são lotados no interior. O TRE utiliza essa parceria na comarca de Goiânia. Cinco oficiais de justiça já cumprem os mandados eleitorais na capital. Durante a reunião o grupo também discutiu a necessidade de expandir o quadro de oficiais que atuam em Goiânia. “A parceria funciona bem e está em fase de ampliação em Goiânia. Nessa segunda fase, vamos expandir para o interior. Estamos negociando uma remuneração justa para os colegas”, completa Moizés. Com a parceria firmada em todo o Estado, os oficiais de justiça terão prioridade no cumprimento mandados pelo TRE. “O juiz eleitoral faz um convite para o oficial de justiça e ele aceita ou não as condições que forem expostas”, finaliza o vice-presidente do Sindojusgo, Eleandro Almeida.

Matérias relacionadas
FESOJUSNotíciasVacinação

Vacinação prioritária: tudo o que você precisa saber!

Reprodução: FESOJUS-BR Veja aqui o vídeo da reunião citada no e-mail entre o interlocutor do Ministério da Saúde, Dr. Laurício Monteiro e os representantes da FESOJUS-BR, João Batista (presidente) e Luiz…
CNJNotíciasSISBAJUD

PERFIL DO OFICIAL DE JUSTIÇA NO SISBAJUD “Adequação do fato à norma”

O Ilustre Min. Luiz Fux, em sua posse como presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ressaltou que o Poder Judiciário tem…
CNJNotícias

Presidente do CNJ destaca a importância da tecnologia para a celeridade jurisdicional

O Conselho Nacional de Justiça realizou o lançamento do Programa Justiça 4.0, com evento transmitido pelo Youtube entre os dias 24 e…
Inscreva-se no nosso informativo virtual

fique por dentro das novidades e receba nossa revista eletrônica mensal