Notícias

Uso de aplicativos acelera o trabalho dos oficiais de justiça em Goiás

3 Mins read

Pesquisa publicada pela empresa Opus Software, responsável por desenvolver softwares para facilitar o cotidiano de empresas e pessoas em todo o mundo diz que o Brasil é o 6 mercado mundial de smartphones, superado apenas pela China, EUA, Índia, Japão e Rússia. A pesquisa ainda revela que os donos de smartphones no Brasil possuem, em média, 15 aplicativos instalados e o Whatsapp está presente em 93% dos aparelhos. O presidente do Sindicato dos Oficiais de Justiça de Goiás (SINDOJUSGO), Moizés Bento explica que o uso de aplicativos tem agilizado o trabalho dos Oficiais de Justiça em Goiás e garantido uma melhor prestação jurisdicional. ” Os aplicativos ajudam os servidores a localizar os endereços contidos no mandado, ter informações ä respeito das partes envolvidas na ação e auxiliam até nas avaliações que precisam ser feitas no caso de penhora de bens. O uso dos aplicativos gera integração entre os servidores mais novos e os antigos. Um ajudando o outro a realizar um excelente trabalho”. O Oficial de Justiça, Amélio Alves é concursado do Estado de Goiás desde 2007 e é apaixonado por tecnologia e por ferramentas que auxiliam na execução do seu trabalho. Hoje, o servidor possui mais de 13 aplicativos voltados exclusivamente para acelerar e garantir uma melhor prestação jurisdicional. “A Justiça no nosso país é morosa. Eu entendo que o servidor precisa estar atento as necessidades da população. Um mandado que não é executado pode atrasar o processo em mais de 12 meses. Isso é muito tempo para uma pessoa que está esperando por justiça. Eu enxergo muito mais do que o papel, os aplicativos vieram para oxigenar o mercado e mostrar que nunca é difícil demais realizar determinada função”, explica o oficial de justiça. De tanto ser curioso e descobrir ferramentas importantes, Amélio se tornou referência entre os colegas. “Esse ano o Amélio palestrou em um evento da categoria aqui em Goiânia. O resultado foi fantástico. Hoje percebemos que a tecnologia veio para ajudar a realizar o nosso trabalho com excelência. Qualquer informação que o aplicativo nos traz é muito importante”, ressalta o presidente do SINDOJUSGO. Para Amélio, ajudar os colegas traz satisfação pessoal e uma vontade enorme de buscar, cada vez mais, ferramentas que acelerem e otimizem a prestação jurisdicional. “O mínimo que posso fazer é abraçar a categoria de oficiais de justiça e ajudar no seu crescimento. Além de auxiliar os colegas, sei que estamos contribuindo para a melhoria da Justiça no Estado de Goiás e no Brasil, já que as nossas descobertas ultrapassam as fronteiras do estado”, completa. O oficial de justiça é o executor das ordens do juiz. O juiz decide dentro do gabinete e a justiça precisa chegar até o beneficiário. “É o oficial de justiça que retira o agressor, faz busca e apreensão, faz a penhora, arresto, sequestro e a avaliação do bem. É o oficial de justiça que concretiza a justiça.  Por mais que tenha a efetividade dentro da decisão judicial, se não tiver a execução da ordem não tem como falar em justiça. E é nessa corrida por achar as partes que os aplicativos se tornam tão importantes”, destaca o presidente do Sindojusgo. Um dos aplicativos mais utilizados pelos servidores no cumprimento dos  mandados é o CNPJ. Nele, os oficiais de justiça tem acesso ao endereço, telefone, e-mail, capital social e até o quadro societário das partes contidas no mandado. “Qualquer dado oferecido pelo aplicativo é importante para o profissional que está na rua apenas com um papel nas mãos”, explica Amélio. O app Veículo Fácil auxilia na hora da avaliação de carros, já que permite que o usuário descubra facilmente quanto vale o veículo baseado nos valores da tabela FIPE. Para acessar os dados basta pesquisar pelo número da placa da veículo. O aplicativo ainda informa se aquele carro é roubado ou não. Quando o número 190 está ocupado, os oficiais utilizam o aplicativo Celulares Viaturas PMGO para terem acesso ao número da viatura do bairro onde estão naquele momento. “Esse aplicativo da PMGO é muito bom porque temos acesso direto ä viatura do bairro e o reforço policial chega rapidamente”, expõe Moizés. Durante a execução do trabalho, muitos oficiais sofrem ameaças e são coagidos por alguma das partes. Pensando nisso, Amélio usa o aplicativo Call Recorder que grava todas as ligações que ele faz e recebe no celular. “Ter essas conversas gravadas fortalecem a minha fé pública e me resguarda de qualquer ameaça. O segredo é estar sempre antenado nas novidades que tornam o trabalho dos mais de 700 oficiais de justiça mais eficiente”, finaliza Amélio Alves. Segue a relação de aplicativos: – App CNPJ – App Veículo Fácil – App Celulares Viaturas PMGO – App Gravador de Voz – App Call Recorder – App Goiânia Inumados – App i9x – App Busca Cep – Atalho Projudi

Matérias relacionadas
FESOJUSNotíciasVacinação

Vacinação prioritária: tudo o que você precisa saber!

Reprodução: FESOJUS-BR Veja aqui o vídeo da reunião citada no e-mail entre o interlocutor do Ministério da Saúde, Dr. Laurício Monteiro e os representantes da FESOJUS-BR, João Batista (presidente) e Luiz…
CNJNotíciasSISBAJUD

PERFIL DO OFICIAL DE JUSTIÇA NO SISBAJUD “Adequação do fato à norma”

O Ilustre Min. Luiz Fux, em sua posse como presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ressaltou que o Poder Judiciário tem…
CNJNotícias

Presidente do CNJ destaca a importância da tecnologia para a celeridade jurisdicional

O Conselho Nacional de Justiça realizou o lançamento do Programa Justiça 4.0, com evento transmitido pelo Youtube entre os dias 24 e…
Inscreva-se no nosso informativo virtual

fique por dentro das novidades e receba nossa revista eletrônica mensal